Primo de Helder e o Deputado Federal mais votado em Novo Repartimento são alvos da PF

Fonte : Da redação (com informações romanews)

Felipe Barbalho, primo do governador eleito do Pará, Helder Barbalho, e o deputado federal eleito pelo Partido Republicano (PR), Cristiano Vale, são alvos de investigações da Polícia Federal durante a operação 'Carta de Foral', deflagrada nesta sexta-feira (9) em prefeituras do Estado.

A ação investiga desvios de aproximadamente R$ 40 milhões em recursos públicos. O dinheiro seria destinado a investimentos na educação básica e em projetos do Sistema Único de Saúde (SUS).

 
            Cristiano e Lúcio Vale (Foto: Reprodução)

A operação acontece com o apoio da Receita Federal e da Controladoria Geral da União, com o intuito de combater uma organização criminosa que atua nas prefeituras paraenses desde 2013. Nas residências e prédios públicos ligados aos investigados, a PF apreendeu documentos, joias e dinheiro.

A Polícia Federal informa que recebeu informação da assessoria de imprensa do governador eleito Hélder Barbalho esclarecendo que Felippe José Britto Barbalho é enteado de Lionel Fontenelle Barbalho e que, judicialmente, obteve autorização para incluir o sobrenome Barbalho.

A Polícia também informou que apesar de ter o sobrenome, não é, de fato, primo do governador eleito e não possui qualquer relação pessoal com ele.

Cristiano Vale é irmão do vice-governador eleito do Pará, Lúcio Vale, e concorreu a uma vaga na Câmara Federal, obteve 176.812, sendo o 2º mais votado no estado e o mais votado no município de Novo Repartimento, com 3.472 votos.