Sindicalista é executado em Altamira e grava vídeo antes de morrer

Fonte : Informações Folha do Progresso

 

Em vida o Sindicalista assassinado em Castelo de Sonhos, Aluisio Sampaio(Alenquer), citou em vídeo o Ex-Prefeito do município de Novo Progresso,  Neri Prazeres, Presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, Agamenom  Menezes e outro Sindicalista Dico (Sintraf) como interessados na sua morte, Alenquer foi executado com disparos de arma de fogo na tarde de quinta-feira (11), em Castelo dos Sonhos, 1.726 quilômetros a Sudoeste de Belém, as margens da BR-163, rodovia Cuiabá Santarém.

Alenquer, foi morto a tiros dentro da própria residência, onde também funciona a sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Agricultura Familiar (Sintraff) de Castelo dos Sonhos, distrito de Altamira, no sudoeste do Pará.

Todos os disparos foram feitos à altura da cabeça, reforçando a tese de execução sumária. Acionada pelos companheiros de Aluísio, uma guarnição da Polícia Militar, da Vila Isol, comunidade próxima de Castelo dos Sonhos, conseguiu prender em flagrante um dos acusados, João Paulo Ferrari, de 34 anos. Ele teria sido o motorista contratado para dar fuga aos executores.

Antes de morrer “Alenquer” deixou um vídeo no Youtube onde citou os motivos e os nomes dos interessados em assassiná-lo. Três homens estão envolvidos no crime, um deles foi preso e os outros estão sendo procurados pela polícia.

“As pessoas citadas são o ex-prefeito de Novo Progresso Neri Prazeres, o presidente Sindicato dos Produtores Rurais de Novo Progresso, Agamenon Menezes, e outro sindicalista da região, conhecido como Dico”.

 

Alenquer atuava como sindicalista há mais de 30 anos e, na entidade, ocupava o cargo de diretor secretário da luta pela terra. Mas era a esposa, Sara, que ocupava o cargo de presidente do Sintraff. No último dia 10, em reunião, o Sintraff havia tratado do remanejamento de um grupo de posseiros para um assentamento de nome Dois Irmãos.