Municípios do eixo da BR-230, rodovia Transamazônica nas regiões Oeste, Sudoeste e Sudeste do Pará, na rota do tráfico

Fonte : Fonte Transnotícias (com informações PRF)

A BR-230, rodovia Transamazônica, rota do Oeste que segue para o Sudoeste e Sudeste paraense, tem se tornado corredor para o tráfico de drogas, no Pará a rodovia passa pelos municípios de Palestina do Pará, Brejo Grande do Araguaia, São Domingos do Araguaia, Marabá, Itupiranga, Novo Repartimento, Pacajá, Anapu, Altamira, Brasil Novo, Medicilândia, Uruará, Placas, Rurópolis, Itaituba e Jacareacanga. . Só nos (12) doze primeiros dias do mês de junho, duas pessoas foram presas em flagrante com grandes quantidades de entorpecentes. No dia (2), Sandro do Rosário Alves, foi preso por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), quando o ônibus em que ele seguia de Santarém para Parauapebas, foi parado no quilômetro 995, da BR-163. Sandro estava com 7, 398 kg (sete quilos trezentos e noventa e oito gramas) de droga análoga a maconha dentro de uma mochila, a droga tinha como destino o município de Tucuruí.

Na última segunda-feira (11), no início da noite, policiais rodoviários federais (PRFs) realizavam fiscalização a transporte de passageiros no quilômetro 128 da BR-230, no município de Marabá, na região Sudeste, quando pararam o ônibus que fazia a rota Altamira para Marabá. Durante a revista das bagagens um dos passageiros informou que não estava com a chave do cadeado de sua mala, que supostamente teria ficado com sua esposa em outro ônibus. Mediante a informação suspeita, os policiais realizaram a abertura da mala e encontraram 10 (dez) pacotes de substância entorpecente análoga ao SKUNK (super maconha), totalizando aproximadamente 10, 900 Kg (dez quilos e novecentos gramas).

O proprietário da mala foi identificado como Bruno Henrique Gomes de Lima, que informou ter recebido a droga em Manaus, no Estado do Amazonas e que levaria a droga até o Estado de São Paulo, o destino seria a Capital Paulista e que receberia o valor de R$ 1.500,00 (mil e quinhentos) reais pelo serviço. Bruno foi preso em flagrante pelo crime de tráfico de drogas e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Marabá, para as providências legais.