Fracassa manifestação convocada por internautas em grupos de WhatsApp, em Novo Repartimento.

Fonte : Transnotícias: Zedequias Silva

Programada no último sábado (24), a tal manifestação popular que se iniciou em grupos de aplicativos de mensagens instantâneas Whatsapp, foi atraindo adeptos. Com a criação de um Grupo, logo se criou outros (7) grupos, que acabaram se multiplicando em outros (20 ou 22) grupos. Muitos grupos, mas poucos eram os que se intitulavam como possíveis organizadores do movimento que foi denominado “Fora Amizade”, uma atribuição ao Prefeito de Novo Repartimento, Deusivlado Silva Pimentel (MDB).

Sem uma pauta específica, mas com um apanhado de reivindicações dos participantes dos Grupos, foi o que se divulgou em um extenso texto sendo como a pauta dos manifestantes, que foram convocados para estar na manhã desta terça-feira (27), as 7h30, na Praça Manoelito, Centro da Cidade, local escolhido para iniciar a manifestação.

No primeiro momento em que foi divulgado no sábado (24), o Site Transnotícias se colou a disposição dos possíveis organizadores para conversar e fazer uma matéria, para que a população entendesse a importância do ato que seria segundo os divulgadores até então somente de reivindicar melhorias para a população. Não demorou muito para que o primeiro entrasse em contato, o jovem Jefferson Walacy, 24 anos, que disse ter criado o primeiro Grupo com o nome “Fora Amizade”, com programação de manifesto para o dia 5 do mês de março, disse que depois disso foi trabalhar, quando retornou para casa, já havia se criado outros seis grupos, com o nome também “Fora Amizade”, com a programação de manifesto para acontecer na terça-feira (27), disse que não tinha um organizador certo, mas nos passou o contato de outra pessoa, uma mulher por nome de Maria Fernanda, que entrou em contato com ele para fazer parte do movimento.

Entramos em contato com Maria Fernanda, que no primeiro momento disse fazer parte de um dos grupos do qual era administradora, segundo ela no inicio foi criado somente para o debate, mas a partir daí, com a revolta dos participantes acabou se criando a manifestação, com algumas reivindicações como segurança, pavimentação de ruas e melhoria na administração do município, além disso, o povo tava exigindo a saída do Prefeito Amizade do cargo. Perguntada se tinha uma organização, fomos indagados se estamos querendo informações para o Site ou para a Prefeitura, então respondemos que era para o Site, Maria Fernanda respondeu, “você está falando comigo”, se referindo ser da organização, disse ainda que os administradores dos grupos estavam na frente do movimento e que por enquanto só podia falar isso, mas que tinha uma liderança forte à frente de tudo.

Informações chegaram ao Transnotícias de outras pessoas que estavam encabeçando o movimento, seriam eles Jefferson Serra, Diego Silva, Silvio Cesar e Naelson Fernando, tão logo entramos em contato, todos se negaram fazer parte da organização do "Movimento Fora Amizade".

Resposta: Jefferson Serra, que é delegado do Partido (PSDB) no município, chegou a divulgar na sua página na internet, a frase #ManifestaçãoJá#ForaAmizade#EuApoio, para o Site Transnotícias disse que apóia movimentos, mas não estava fazendo parte desse, se estivesse à frente já tinha procurado os meios de comunicação para convocar a população, assim como fez no movimento Asfalto-Já da BR-230, rodovia Transamazônica.

Resposta: Diego Silva, ao site Transnotícias, se identificou como sendo um integrante da coordenação do movimento, perguntado se tinham uma pauta de programação ou de reivindicações, disse que ainda estava sendo discutida somente no grupo porque o movimento tinha começado a ficar serio e ainda não teria dado tempo para se reunirem, a partir disso não respondeu mais nossas perguntas.

Resposta: Silvio Cesar concorreu ao cargo de Vereador nas eleições de 2016, pelo Partido (PSB), nos grupos aparece fazendo o convite para o movimento, foi procurado pelo Site Transnotícias, disse que não fazia parte da coordenação e que nós tínhamos que fazer a matéria no dia do movimento com o povão.

Resposta: Naelson Fernando, foi candidato ao legislativo municipal em 2016, pelo Partido (PRB), disse que não tem um organizador e que não estava fazendo parte do movimento.

O que aconteceu hoje pela manhã na Praça Manoelito, foi mais um dia comum a tantos outros que já se passaram, nem os anônimos possíveis coordenadores, ou outra pessoa com o objetivo de participar do ato apareceu. Mas não demorou muito tempo, quem marcou presença foi o professor por nome de Fábio Júnior, dizendo ser um dos criadores de um dos grupos no aplicativo, lamentou a falta de coragem dos demais em aparecer para reivindicar seus direitos.

Embora a manifestação não acontecesse, tudo indica que serviu de alerta para a administração, que logo se apressou e colocou as maquinas para começar os trabalhos na recuperação de estradas vicinais, que iniciou pela estrada que dar acesso ao Pólo Pesqueiro, o transporte escolar motivo de preocupação de pais de alunos da zona rural, será normalizado quinta-feira (01), na tribuna da Câmara de vereadores, os parlamentares se colocaram a disposição do movimento e que estão abertos ao dialogo para levar as demandas juntamente com uma comissão do movimento ao executivo.

Procuramos todos os citados que se diziam ser organizadores para saber o que aconteceu, o porque de não haver o ato como estava programado. Tivemos apenas a resposta da Maria Fernanda, na conversa de hoje disse que não se tratava da pessoa citada e que estávamos equivocados, sobre o manifesto disse que tínhamos que procurar o rapaz que estava a frente, mas que não sabia o nome dele e que ele estava chateado com o povo porque falaram que ele deu para trás.